Estradas que geram Energia: o Futuro está próximo

A utilização de energia proveniente de fontes renováveis continua a um ritmo bastante elevado, sendo que a energia solar encontra-se entre os principais focos de investimento. Confrontados com a necessidade de áreas consideráveis para a instalação de parques fotovoltaicos, foi considerada a seguinte hipótese: poderão as estradas e passeios serem aproveitados para gerar energia solar?

Investigadores de vários quadrantes consideram esta hipótese possível e viável. Como o espaço no solo já está ocupado, essa estratégia faz todo o sentido. Embora atualmente esta hipótese se encontre ainda em fase experimental, não está fora de questão que um dia essas estradas e passeios possam substituir o tradicional asfalto.

Atualmente existem seis estradas que já geram energia a partir do sol:

França

Considerada a primeira estrada solar do mundo, foi construída na Normandia, uma estrada com 1,0 km composta por 2.880 painéis solares, permitindo alimentar a iluminação pública da vila que atravessa, conseguindo produzir 280 MWh por ano. Encontra-se em fase de testes, sendo atualmente utilizada por cerca de 2.000 motoristas. O Projeto, financiado pelo governo francês, custou 5 M€.

EUA

Após o sucesso da estrada solar na Normandia, a Wattway´s (a mesma empresa que desenvolveu a estrada na Normandia), em parceria com a Ray C. Anderson Foundation, construiu no estado da Georgia uma estrada com 50 m2, que atualmente alimenta o Georgia Visitor Information Center, responsável pelo estudo do projeto piloto.

No Idaho, a empresa Solar Roadways, encontra-se a desenvolver estradas movidas a energia solar constituída por ladrilhos solares hexagonais, que não geram apenas eletricidade, mas também podem ser utilizados como superfícies de direção digitais usando LEDs, que podem ser controlados remotamente. Cada ladrilho consiste em três camadas distintas: uma camada de material reciclado, que serve de base e que entra em contacto com o solo, uma secção intermediária que contém todos os componentes eletrónicos e uma camada superior de vidro reforçado que pode suportar o peso de um camião até 113 toneladas. A energia gerada pelos ladrilhos poderá ser utilizada para alimentar veículos elétricos, através da tecnologia de indução, armazenada ou conectada diretamente à rede nacional para uso em infraestruturas, vilas e cidades próximas.

China

Em 2018, a China concluiu um troço de autoestrada com 1 km constituída por três camadas: isolamento, painéis solares e na última camada, um revestimento de betão transparente. Esta estrada foi projetada para gerar 1 milhão de KWh.

Holanda

Instalada em Krommenie, na Holanda, uma ciclovia foi coberta por painéis solares especiais. Por mais interessante que isso seja, o projeto realmente superou todas as expectativas dos seus designers. A ciclovia solar percorre cerca de 70 metros e cada painel é protegido contra danos físicos com 1 cm de revestimento protetor. Durante o período de um ano, a ciclovia solar teve a capacidade de gerar 70 KWh por metro quadrado, sendo suficiente para alimentar cerca de três casas.

 Hungria

Uma empresa chamada Platio instalou recentemente em Budapeste 4,6 m2 de calçada com painéis solares.

Feita de plástico reciclado, a calçada serve dois propósitos: carregar veículos elétricos e alimentar um prédio de escritórios nas proximidades. Com uma capacidade máxima de 720 W, o processo completo de instalação levou apenas um dia.
 



Sites pesquisados:

https://interestingengineering.com/6-examples-of-solar-powered-roads-that-could-be-a-glimpse-of-the-future

https://www.wattwaybycolas.com/

https://theray.org/tech/solar-paved-highway/

http://www.qljfjt.com/

https://www.solaroad.nl/

https://www.platio.cc/

https://solarroadways.com/
© DDN - Copyright 2020 | Privacidade
Developed by
OPTIMIZING CONCEPTS
Voltar ao topo