A geração de energias renováveis, sempre se apoiou na utilização da energia provida pelo sol, marés ou vento, no entanto, um grupo de investigadores da Ocean University e da Yunnan Normal University, ambas na China, desenvolveram uma tecnologia que permite que os painéis fotovoltaicos gerem energia a partir da chuva.

Uma das grandes limitações para o uso da energia solar é que ela depende do clima. A chuva em si não é prejudicial para os painéis solares – eles ficam mais limpos e mais eficientes – mas o tempo nublado atrapalha. Isso deve-se ao facto da quantidade de energia gerada pelos painéis depender da intensidade da luz do dia. Por isso, cientistas na China estão a tentar criar painéis solares à prova do mau tempo, tendo descoberto uma alternativa promissora para os dias menos luminosos: compensar a falta de iluminação com a energia gerada pela água da chuva.

foto 2

A chuva é composta por vários sais misturados com a água. Esses sais podem ser separados em iões positivos e negativos (o sal da cozinha NaCl decompõe-se em Na+ e Cl-, como é ensinado nas aulas de química). Os cientistas usaram água levemente salgada, imitando a chuva, sobre células solares, as que formam os painéis. Para fazer com que os iões se separassem, envolveram as células em grafeno. O grafeno consiste numa folha de carbono mais forte que o aço, mais resistente que o diamante, flexível e condutora de eletricidade e calor. Quando é usado como “guarda-chuva” das células solares, tem também a capacidade de atrair os iões positivos da chuva. Como resultado, ficam separadas duas camadas, uma positiva e uma negativa. A diferença de potencial elétrico entre elas é suficiente para gerar uma corrente.

Foto 1

Apesar de ser uma tecnologia esperançosa para a geração de energia alternativa, os testes preliminares apontam para uma taxa de conversão de energia de aproximadamente 7%, que segundo a media especializada ainda representa uma percentagem inferior à conversão energética que os painéis solares de alta qualidade conseguem gerar. Trata-se no entanto, de um início promissor, que através de futuros desenvolvimentos, certamente irá aumentar o rendimento e a percentagem de conversão, tornando-a numa alternativa viável num futuro próximo.

 

Sites pesquisados:

https://tek.sapo.pt/multimedia/artigos/paineis-solares-vao-conseguir-gerar-energia-a-partir-da-chuva
https://sustentarqui.com.br/energia-equipamentos/painel-fotovoltaico-energia-chuva/